terça-feira, 1 de março de 2016

ProUni garantiu bolsa para estudar na Universidade de Salamanca

Ricardo Victor Ferreira     22:29    

Pelo desempenho acadêmico, ganhei uma bolsa para estudar na Universidad de Salamanca, uma das mais tradicionais da Europa.

bianca-souza-lula

Quando eu era pequena, minha família vivia de aluguel numa casinha de dois cômodos (para quem não sabe, meus pais têm cinco filhos). Nós não tínhamos carro nem plano de saúde. Se alguém ficasse doente, o negócio era rezar para a ambulância vir logo ou um vizinho fazer o favor de levar ao hospital.

Eu estudava em escola pública, claro, e ouvia sempre “se você quer melhorar de vida, minha filha, estude”. É, geralmente esse é o caminho mais confiável para elevar a qualidade de vida. O problema é que ninguém me contou, naquela época, que nossa sociedade prezava por um sistema de meritocracia fajuto. Ser a melhor aluna da minha classe não me garantiria uma vaga na universidade ou no mercado de trabalho (até porque meus concorrentes estariam fazendo cursinho pré-vestibular e aprimorando o inglês no exterior).

Em 2002, eu era apenas uma criança de oito anos. Aquele barbudo tentando se eleger presidente não tinha grande significado para mim. Não tinha, até as coisas começarem a mudar no cotidiano da minha família.

Foi naquele tempo que meu pai comprou um terreno e começou a construir “nossa casinha”, como ele costumava falar. Depois de alguns anos, compramos nosso primeiro carro – foi uma alegria só! Mudamos, em 2005, para Caldas Novas, Goiás. Lá, tudo continuou melhorando.

Compramos outro terreno. Outro carro (dessa vez novo). Eu permanecia na escola pública, mas o sonho do ensino superior era cada vez mais palpável. Em 2009, minha mãe, que largara a escola quando engravidou aos 15 anos, concluiu o ensino médio e ingressou na faculdade!

E foi em 2008 que andei de avião pela primeira vez. Tá, foi porque ganhei um concurso de redação e o governo federal pagou todos os gastos da viagem. Mas minha vó, por exemplo, hoje visita seus parentes no nordeste com mais rapidez: as 24 horas de ônibus se reduziram a duas e meia, porque agora, amigos, ela vai voando.

Concluí o ensino médio numa escola estadual do interior de Goiás e tive que passar pela peneira do vestibular. Atualmente, graças ao ProUni, estudo na Universidade Presbiteriana Mackenzie sem pagar um tostão (o que desperta a ira dos reacinhas da minha classe, rs). Pelo desempenho acadêmico, ganhei uma bolsa para estudar na Universidad de Salamanca, uma das mais tradicionais da Europa.

Ah, e já estou trabalhando. Ainda é salário de estagiária, mas, pasmem, é o equivalente ao que meu pai, lá atrás, ganhava para sustentar uma família de sete pessoas.

Essas mudanças, caros, não transformaram apenas minha capacidade de consumo, como muitos querem fazer crer. Abriram os meus olhos para o futuro que eu desejo. E sabem o que eu desejo? Desejo que essas mudanças cheguem a quem ainda não as recebeu e, quem já se beneficiou, assim como eu, que tenha acesso a outros benefícios que ainda são privilégios de poucos.

É por isso que apoio o governo federal, os governo Lula e Dilma, Não é porque sou petralha, bolsista, gayzista e feminazi. É porque eu acredito que é necessário mudar mais. Mas mudar no rumo certo, queridos.

Depoimento de Bianca Souza Soares - São Paulo

0 comentários :

About us

Common

Categoria

FAQ's

FAQ's

© 2011-2014 Dilma Rousseff. Designed by Bloggertheme9. Powered by Blogger.