quarta-feira, 2 de março de 2016

Dilma, ministros e militares em mobilização contra o Aedes aegypti

Ricardo Victor Ferreira     12:15    

A presidenta Dilma Rousseff estará no Rio de Janeiro e simultaneamente, ministros estarão presentes nos 26 Estados e no Distrito Federal

exercito-combate-mosquito-aedes

No próximo sábado (13), uma ação de mais de 200 mil militares, a presidenta Dilma Rousseff e a presença de ministros em capitais e cidades consideradas endêmicas por todo o Brasil vão realizar um grande mutirão de combater ao Aedes aegypti.

O ministro da Defesa, Aldo Rebelo, apresentou nesta quinta-feira (11) o conjunto de atividades contra o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika. A meta da mobilização nacional é visitar milhões de residências em cerca de 350 cidades.

Integrantes do Exército, Marinha e Aeronáutica iniciarão a segunda fase do cronograma de combate ao Aedes aegypti. Serão deslocados 220 mil homens e mulheres das três Forças para uma mobilização nacional, o que permitirá levar o mutirão de combate ao mosquito a 350 cidades.


"Mobilização espera alcançar pelo menos 3 milhões de residências visitadas" - Aldo Rebelo

“A mobilização é importante porque apesar da intensificação do noticiário, das informações (sobre o risco da presença do mosquito) e das consequências do aparecimento no Brasil do vírus zika, as pessoas acham que é uma coisa distante, que (o Aedes) não vai atingir as suas famílias, que não vai chegar às suas casas, que é uma coisa da televisão, como se tivesse uma relação de distância com a sua realidade e a sua vida. A mobilização é para dizer que isso (o mosquito) é um problema de todos nós”, considerou.

Os militares vão distribuir cerca de quatro milhões de panfletos informativos sobre como eliminar os focos de proliferação do mosquito. A ação deve atingir cerca de três milhões de residências em todo o País.
“Não adianta o Poder Público limpar áreas públicas se não houver uma ação da população que remova os focos do mosquito de dentro das casas. Sem isso, essa campanha não será vitoriosa”, afirmou.
Segundo o ministro da Defesa, a escolha das cidades levou em consideração o alto índice de incidência das doenças relacionadas ao Aedes aegypti e a proximidade de efetivo das Forças Armadas. Ele lembrou que cerca de 60% dos nascedouros do mosquito estão nas residências e, por isso, é importante mobilizar a população no combate ao inseto.

Cronograma

A mobilização é a segunda etapa do cronograma criado pelo Ministério da Defesa, que já promoveu a eliminação de focos do mosquito em unidades das Forças Armadas e órgãos públicos.

Em uma terceira etapa, o cronograma prevê a ação de militares em conjunto com agentes de saúde. Ele visitarão residências para eliminar nascedouros do mosquito entre os dias 15 e 18 de fevereiro.

Já a quarta fase do plano da Defesa será desenvolvida em parceria com o Ministério da Educação, entre 19 de fevereiro e 4 de março, quando as escolas públicas serão visitadas por militares, em palestras aos estudantes sobre a necessidade de combater o Aedes aegypti.

Fonte: Portal Brasil

0 comentários :

About us

Common

Categoria

FAQ's

FAQ's

© 2011-2014 Dilma Rousseff. Designed by Bloggertheme9. Powered by Blogger.